26 de out de 2016

Spirulina: Alga Proteica Superpoderosa para Imunidade

A spirulina é uma espécie de bactéria, também considerada como microalga, que é riquíssima em proteína (75% dela) e considerada um superalimento por muitos. A spirulina é usada como suplemento alimentar para enriquecer a dieta. Além disso, ela é super indicada para fornecer nutrientes para quem faz dieta hipocalórica.
A principal função da spirulina é colaborar para o fortalecimento do sistema imunológico, mas ela também ajuda a regular a glicemia, tem ação antioxidante e atua na destoxificação (eliminação de toxinas), além de aumentar a sensação de saciedade e amenizar processos inflamatórios.

Propriedades da Spirulina

Contém vitaminas, especialmente as do complexo B (anti-stress), e diversos sais minerais. A spirulina é uma das mais concentradas fontes de ferro, oferecendo 28 vezes a quantidade presente no fígado de boi. De acordo com pesquisas, o tipo de ferro existente na spirulina é duas vezes mais biodisponível do que o ferro presente nas carnes, tornando-a um excelente aliado para aqueles que sofrem de anemia. A spirulina também apresenta quantidades significativas de betacaroteno, substância que pode ser convertida em vitamina A.
Rica também em carotenoides (alfa, gama e beta), cálcio (8x a quantidade presente no leite de vaca), manganês, cromo e selênio, a spirulina possui em seu pigmento azulado (Phycocianina) propriedades altamente benéficas para o organismo. A spirulina é a mais rica fonte nutricional de GLA, um ácido graxo essencial raramente encontrado em alimentos comuns.
A spirulina ainda tem efeito antiviral, antioxidante e anti-inflamatório.
  • Fortalece a imunidade, por isso é útil na manutenção da saúde.
  • Dá mais disposição, pois é fonte de energia.
  • Ajuda na prevenção de acidentes vasculares e infecções.
  • Promove alívio nos sintomas de TPM.
  • Contém fenilalanina, que estimula a saciedade. Ela forma uma espécie de gel no estômago, que desacelera o esvaziamento gástrico e diminui a fome.
  • Os antioxidantes da spirulina ajudam a combater os radicais livres e auxiliam nos processos inflamatórios, ajudando a manter a pele jovem e prevenindo doenças como o câncer.
  • Riquíssima em cálcio, a spirulina é uma importante aliada no fortalecimento dos ossos, contribuindo na prevenção da osteoporose.
  • A spirulina contém ácidos graxos essenciais da família do ômega 6. O principal deles é o gama-linolênico, que notoriamente ajuda a reduzir e prevenir o acúmulo de colesterol.
  • Ajuda nas alergias: a spirulina interrompe a liberação de histaminas, substâncias que contribuem para os sintomas alérgicos, como nariz escorrendo, olhos lacrimejantes e coceiras.Pode ser utilizada na forma de pó ou em cápsulas. A em pó pode ser utilizada no suco verde, vitaminas, suco de frutas ou com água.
    Em cápsulas a dosagem sugerida é de 3 mg. A dose pode ser dividida ao longo do dia, nas diversas refeições.

    Contra Indicação da Spirulina

    Pessoas com doenças autoimunes tais como a esclerose múltipla, lúpus, doença de Cronh, artrite reumatoide e fibromialgia, por exemplo, devem evitar o consumo de spirulina. Ela ativa o sistema imunológico e pode diminuir a eficácia de medicamentos imunossupressores. Além disso, a spirulina contém fenilalanina, um verdadeiro perigo para portadores da fenilcetonúria.
    A cápsula também é contraindicada para crianças e mulheres grávidas ou que estejam amamentando.
    A spirulina pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, mas atenção: cuidado na hora de comprar sua spirulina, é preciso que ela procedência confiável. Muitas possuem agentes contaminantes como metais tóxicos e bactérias nocivas que poderiam causar danos ao fígado, náuseas e vômitos. Infelizmente não é fácil saber com certeza se uma spirulina é de boa procedência mas, na medida do possível, é sempre importante estar atenta à qualidade do produto!

Como Recuperar Cabelos Danificados e Quebradiços

Se você está com os cabelos quebradiços e danificados, esse artigo é para você! Confira um tratamento completo para recuperar a saúde e devolver o brilho para seus cabelos.

Cabelos Danificados

Identificamos um cabelo danificado pelo desgaste da estrutura dos fios. O cabelo fica poroso, áspero, opaco, sem brilho, sensibilizado, com pouca elasticidade, fino, seco, sem cor, frágil e com pontas duplas e quebradiças.
Por outro lado, quando o cabelo está saudável, cada fio de cabelo é coberto por uma camada de escamas bem fechadas (chamadas cutículas), que protegem o interior do cabelo. Nos cabelos saudáveis, essa cutícula tem um padrão regular — o que retém as moléculas de água e de proteína seladas dentro do cabelo — mantendo-o maleável, com brilho, forte e macio.

O que faz um cabelo ficar danificado?

  • Descoloração. É o processo químico que mais danifica o cabelo, pois, além de destruir os pigmentos, oxida os aminoácidos, sendo que de 15 a 45% da cisteína é destruída
  • Outros tratamentos químicos, como alisamento, escova progressiva com formol, permanentes, tinturas (quando forem de má qualidade) e decapagem (retirada da coloração dos fios)
  • Raio ultravioleta da radiação solar
  • Secador e chapinha em excesso
  • Exposição frequente ao ar condicionado
  • Shampoo com grande concentração de detergente
  • Vento, poeira, cloro e falta de umidade do ar
  • Alimentação inadequada e pobre em nutrientes

    Tratamentos para Melhorar os Cabelos Danificados e Quebradiços

    Hidratação Capilar

    Uma das melhores opções para se tratar de cabelos danificados e ressecados é repor a umidade natural dos fios através de uma hidratação capilar. A hidratação é uma das formas mais práticas para tratar cabelos danificados. Pode ser feita em casa ou em salão de beleza, com produtos caseiros ou cosméticos.

    Cauterização ou Plástica Capilar

    O tratamento de cauterização faz a reposição de nutrientes e queratina na fibra capilar. O cabelo fica mais forte, macio, hidratado e revitalizado.
    Esse tratamento é indicado para cabelos muito danificados, porosos, com pontas duplas ou para cabelos muito lesionados pelo uso constante de secador e chapinha. Para um melhor resultado, o tratamento deve ser feitos em salão de beleza com profissionais especializados.
    Saiba mais detalhes em Cauterização Capilar.

    Cronograma capilar

    O cronograma capilar ajuda na recuperação de cabelos danificados. É um projeto de tratamento capilar de reconstrução, hidratação e devoluções de massa capilar e vitaminas para um cabelo. É como se fosse uma agenda de tratamentos para repor os nutrientes necessários para que os fios estejam sempre saudáveis

O Poder dos Alimentos Antioxidantes


O Poder dos Alimentos Antioxidantes

O papel dos antioxidantes é proteger as células sadias do organismo contra a ação oxidante dos radicais livres.
O nosso organismo precisa ser constantemente desintoxicado dos radicais livres. Isso é feito naturalmente pelo corpo, desde que este tenha acesso suficiente a alimentos antioxidantes, como por exemplo as vitaminas C, E, betacaroteno e o mineral selênio.
Uma alimentação rica em vegetais é a melhor opção para se proteger dos radicais livres, diminuindo assim o risco de várias doenças e evitando o envelhecimento precoce.

O que são Radicais Livres?

Os radicais são produzidos dentro do nosso corpo. Essa produção acontece naturalmente devido a determinados alimentos e ao meio-ambiente. Eles são produzidos pelas células durante o processo de queima do oxigênio, utilizado para converter em energia os nutrientes absorvidos nos alimentos.
Os radicais livres podem danificar células sadias do nosso corpo. Nosso organismo possui enzimas protetoras que reparam grande parte desses danos causados pela oxidação. O corpo consegue naturalmente controlar o nível desses radicais produzidos pelo nosso metabolismo.
Entretanto, quando existem radicais livres em excesso, há a danificação das células — o que produz muitos distúrbios e contribui para o envelhecimento.
Embora os alimentos antioxidantes ajam reduzindo a concentração de radicais livres, seu papel é moderador — e não bloqueador. Ou seja, a mera ingestão de vitaminas não evita completamente a ocorrência de radicais livres, embora sua ausência possa favorecer a proliferação descontrolada destes.