2 de dez de 2015

Terminei e não paro de pensar no ex. Preciso de terapia?

Faz 20 dias que me separei, sei que é muito recente. Por mais que eu tente, não consigo parar de pensar no meu ex. Fico até imaginando ele com outra o que me faz muito mal. Motivos banais nos afastaram. Seria o caso de procurar uma terapia?
"Quem pensa que o relacionamento terminou por motivos banais, provavelmente não enxerga os reais motivos que desencadearam o seu fim" Resposta: Terminar uma relação amorosa, em geral, não é muito fácil. Nem para quem toma a iniciativa de romper, nem para quem é dispensado.
Talvez você não esteja conseguindo parar de pensar no seu ex porque acredita, segundo sua descrição, que motivos banais afastaram vocês. Acredita que a essência do relacionamento funcionava, mas pequenas bobagens atrapalharam. Sob esse aspecto, você não consegue assumir o fim da relação porque não consegue enxergar os verdadeiros motivos da ruptura.

É muito difícil uma relação terminar por detalhes. O término, em geral, ocorre porque as pessoas não estavam preparadas, não aceitavam ou não gostavam das caracteristicas do parceiro, ou tinham modos muito diferentes de perceber um relacionamento amoroso. Assim, tente entender e perceber os verdadeiros motivos que fizeram com que a relação terminasse.

Dessa forma, ao invés de ficar se culpando ou encontrando culpados pelas brigas do relacionamento, ficar revivendo situações que viveu com seu ex, ou ficar tentando adivinhar como ele se comporta com uma nova parceira, você poderá investir sua energia em novos planos amorosos para você!

Por outro lado, é típico de personalidades obsessivas ficar com um pensamento fixo rodando na cabeça. Tente entender se esse comportamento não faz parte de suas caracteristicas pessoais. Talvez, em outras situações, que não a da perda amorosa, você tambem tenha dificuldade de se livrar de ideias intrusas que teimam em ficar perturbando sua cabeça. Se concluir que essa caracteristica existe em você e acaba atrapalhando seu dia a dia, vale a pena procurar uma terapia que poderá ajudá-la a conseguir controlar seus pensamentos ao invés de se sentir controlada por eles.
Postar um comentário