16 de ago de 2015

Alimentos Anti-Inflamatórios

Você já ouviu falar em alimentos anti-inflamatórios? Esta é uma das grandes novidades no campo da Nutrologia, mas para que servem esses alimentos exatamente?
Os alimentos anti-inflamatórios, entre outras vantagens, facilitam a perda de peso, melhorando o funcionamento do intestino e de seu organismo em geral. Na estética, um bom exemplo é no combate a celulite, que nada mais é do que uma inflamação.

Inflamação no Organismo

A inflamação ocorre quando nosso organismo sofre uma infecção, ataque externo ou lesão. Há, inclusive, casos de inflamação crônica, causada por doenças como artrite reumatoide e aterosclerose, por exemplo. Esse tipo de “inflamação invisível” é mais comum do que se pensa, e pode estar instalada, por exemplo, no intestino ou em outros órgãos.
Quando ocorre um processo inflamatório, o normal é que sejam prescritos remédios anti-inflamatórios. O problema é que alguns desses medicamentos têm efeitos colaterais, principalmente se for necessário utilizar a medicação por um longo período. Já com a ingestão de alimentos anti-inflamatórios isso não acontece, por se tratar de uma solução natural que o corpo “reconhece”. Por isso, seja em casos de inflamações já instaladas ou principalmente para prevenir, vale a pena investir na alimentação: fortalecer o organismo, criar uma fonte de defesa poderosa contra agressores e, consequentemente, aumentar a imunidade.
Outro fator importante com relação aos alimentos anti-inflamatórios é que eles podem potencializar a recuperação das fibras musculares e evitar lesões. Para quem pratica atividades físicas regularmente, especialmente musculação, adicionar esses alimentos à sua dieta diária só irá trazer benefícios para melhorar seu desempenho.

Alimentos Anti-Inflamatórios

Conheça alguns alimentos conhecidos pela função anti-inflamatória que exercem no organismo:

Abacate

O abacate possui em sua composição o beta-sitosterol, uma substância com ação anti-inflamatória em nosso organismo. Os DFP e fitoesteróis no abacate fornece para nossos corpos com inúmeros benefícios anti-inflamatórias que ajudam a combater uma série de doenças. Além disso contribui também na diminuição de rugas precoces e também a celulite. O abacate é um legítimo super-alimento.

Brócolis

 O brócolis é um alimento anti-inflamatório  graças ao sulforafano. Essa substância ajuda o corpo a livrar-se de elementos potencialmente carcinogênicos, assim como a aliviar a inflamação e estresse oxidativo. O brócolis também possui uma quantidade elevada de vitamina C, que é um outro agente anti-inflamatório potente. Confira as maravilhas do brócolis à sua saúde.

Repolho Roxo

Estãopresentes no repolho quantidades significativas de glutamina e polifenóis, que contribuem para que o repolho seja um alimento com propriedades anti-inflamatórias. O repolho roxo, em especial, é rico em antocianinas, um potente agente anti-inflamatório.

Nozes

As nozes contêm os importantíssimos ácidos graxos ômega-3, além de fitonutrientes como os taninos, ácidos fenólicos, flavonóides e quinonas — todos considerados anti-inflamatórios. Consumir nozes está associado à redução da inflamação nos vasos sanguíneos, principalmente quando há situação de risco de doenças cardíacas. As nozes são realmente fantásticas para a saúde!

Gengibre

 O gengibre contém compostos anti-inflamatórios potentes chamados gingerols que inibem a produção de óxido nítrico (formadores dos radicais livres no corpo). O gengibre também mostra-se benéfico em diversos outros aspectos, principalmente para o sistema imunológico.

Probióticos

Os probióticos são bactérias benéficas que que têm uma ação anti-inflamatória no intestino, melhorando a digestão e ajudando a eliminar as substâncias tóxicas do organismo.

Cúrcuma (Açafrão da Terra)

A cúrcuma é um dos melhores alimentos anti-inflamatórios. Graças ao seu ingrediente ativo, a curcumina, esta raiz pode inibir a síntese e a atividade de importantes enzimas envolvidas na resposta inflamatória. Um estudo com pacientes com osteoartrite concluiu que com apenas 200mg de curcumina por dia, a dor intensa reduziu significativamente. Saiba mais sobre a cúrcuma.

Ômega 3

Em geral, qualquer alimento rico em ômega 3 deve ser incluído no cardápio com frequência, pois são anti-inflamatórios. Por isso, não se esqueça de consumir linhaça, castanha, nozes, e peixes (atum, sardinha e salmão). Se não for possível a ingestão desses alimentos, faça a suplementação de ômega 3.

Cogumelos

Os cogumelos, em especial do tipo shiitake, contêm uma propriedade que aumenta a imunidade na hora de combater uma infecções. Eles também possuem características antimicrobianas e atualmente são utilizados para tratamentos de cancro. Esse tipo de cogumelo é muito mais forte do que os cogumelos tradicionais. Os polissacarídeos encontrados nesse tipo de cogumelos podem reduzir os efeitos de comprometimento do sistema imunológico.

Abóbora

Abóboras são ricas em carotenoides, substâncias altamente antioxidantes que previnem o envelhecimento precoce. O composto betacaroteno também bastante presente na abóbora é preventivo contra condições inflamatórias da pele e dos pulmões.

Semente de Gergelim

Sabe-se que o gergelim é uma das melhores fontes de cálcio que existe. Além disso, ele é também um ótimo anti-inflamatório. Contém antioxidantes, fitoesteróis e ácidos graxos essências (ômega 3 e 6) que bloqueiam a produção do colesterol LDL (ruim) e aminoácidos que, conjuntamente, melhoram a inflamação no organismo.

Alho

O alho já é conhecido há muito tempo por seu poder em combater a inflamação e doenças. Ele funciona tão bem que a sua ação no organismo é comparável a medicamentos como o ibuprofeno, impedindo que as reações que levam a inflamação aconteçam no corpo.
Postar um comentário