17 de jun de 2015

Qual é a causa da sua dor de cabeça?


O grande problema para quem tem dor de cabeça é descobrir a real causa da dor. O fato é que a dor de cabeça é, geralmente, apenas um sintoma de algum outro problema, com inúmeras hipóteses possíveis. Ou seja, se não tratarmos o problema verdadeiro, nunca poderemos nos livrar de forma definitiva da dor de cabeça.

Um Exemplo: Minhas Dores de Cabeça

Eu, por exemplo, tive dor de cabeça por anos e anos a fio. Era uma dor que durava dias e não tinha analgésico que fizesse passar. Depois de muito pesquisar e tentar várias soluções, descobri que tomar pílula anticoncepcional é uma das causas possíveis da dor de cabeça. Para testar, resolvi parar de tomar. Hoje faz um ano que parei e posso dizer que minhas dores de cabeça reduziram quase por completo! Hoje em dia tenho dores de cabeça bem infrequentes e quando elas vêm basta tomar um analgésico que já resolve. :)

Causas da Dor de Cabeça

Um bom diagnóstico precisa levar em consideração as características da dor, que pode ser latejante, como se fosse uma pressão ou uma pontada, sua intensidade, a área afetada, frequência e duração.
A dor de cabeça constante pode ser causada por diversos fatores, sendo as mais comuns cansaço, estresse e ansiedade. Para auxiliar na investigação da causa da sua dor, confira algumas causas de dor de cabeça:
  • Tensão: É um dos tipos mais comuns e que atinge muitas pessoas. É causada por momentos de tensão, estresse e ansiedade.
  • Calor: O calor excessivo e o sol forte na cabeça por muito tempo leva à desidratação leve e a dilatação dos vasos sanguíneos cerebrais, provocando dor de cabeça;
  • Visão: problemas de visão que forçam a vista provocando dor de cabeça. Esse tipo de dor caracteriza-se por uma dor chata em cima dos olhos e na fronte, que aparece somente após os esforços visuais.
  • Falta de sono: Uma noite mal dormida o corpo não descansa o suficiente  e normalmente provoca dor de cabeça
  • Alimentos: Os alimentos por si só não causam dores de cabeça. Apenas podem desencadear o problema em pessoas predispostas, principalmente nas que sofrem de enxaqueca. Aspartame, glutamato monossódico, alimentos oxidados (como por exemplo fritura), glúten e leite de vaca, são grandes desencadeadores de dor de cabeça.
  • Jejum: Ficar muito tempo sem comer é um veneno para certas pessoas. Causa a hipoglicemia e dor de cabeça.
  • Bruxismo: apertar ou raspar os dentes durante a noite altera o posicionamento da articulação da mandíbula, causando dor de cabeça.
  • Alterações hormonais: Tomar anticoncepcional faz uma verdadeira bagunça no organismo: o desequilíbrio hormonal, assim como a fase da TPM, provocam dores de cabeça.
  • Sinusite: A dor de cabeça acontece quando aparece um quadro de sinusite aguda, que é a inflamação dos seios da face. Geralmente a dor acontece na região onde o seio está acometido. Se a sinusite for do seio maxilar, a dor de cabeça vai aparecer na maçã do rosto, abaixo dos olhos, de um lado ou de outro, ou dos dois lados. Junto com a dor de cabeça, aparecem geralmente sintomas nasais, como entupimento, secreção, coriza clara ou amarelada.
  • Toxinas: Pessoas que apresentam dificuldades de eliminar toxinas (pela ação do fígado, através do suor, urina ou fezes) tendem a ter maiores crises de dores de cabeça. Essas toxinas modificam as estruturas celulares, permitindo que atravessem a barreira cerebral, causando a dor. Para pessoas sensíveis, alimentos específicos podem provocar alterações no diâmetro dos vasos sanguíneos do cabeça, primeiramente diminuindo-os e em seguida aumentando-os. Essas alterações do diâmetro das veias que provocam mudanças na visão e dores de cabeça.
  • Açúcar e café: Pessoas que apresentam crises frequentes de dores de cabeça devem evitar o consumo excessivo de doces e bebidas como café. No caso do açúcar, os níveis glicêmicos do sangue sobem e caem muito rápido e fazem com que o organismo utilize outros mecanismos para manter os níveis de glicose cerebral. Um deles é o aumento da produção de catecolaminas (gerando vasoconstrição dos vasos sanguíneos), que tem como consequência o aumento da frequência cardíaca, da temperatura, irritabilidade e a produção de prostaglandinas que causam vasodilatação e, por consequência, a enxaqueca. No caso do café, o problema reside na cafeína, que também está presente no chá-mate, guaraná, cacau e chocolate. Tem ação vasodilatadora nos vasos sanguíneos do corpo e ação vasoconstritora dos vasos sanguíneos do cérebro, problemático para pessoas sensíveis.
  • Enxaqueca: Geralmente acomete um dos lados da cabeça e costuma durar horas; em alguns casos, até dias. Quem sofre desse tipo mais severo fica sensível à luz e a barulhos. Uma em cada cinco pessoas que sofre de enxaqueca apresenta visão alterada e pode enxergar as coisas embaçadas e pode causar náuseas. O tratamento deve ser feito com remédios, sempre prescritos por um médico. Compressas quentes ou frias no pescoço podem ajudar.
  • Perfumes:  Aromas fortes podem causar dores de cabeça. Isso acontece porque fragrâncias ativam células nervosas no nariz, associadas a sensação de dor. Pessoas que sofrem de enxaquecas podem ter o problema iniciado por um aroma. Nesse caso, é recomendado que se mantenha um diário de fragrâncias as quais a pessoa foi exposta para descobrir os aromas desencadeantes.

Tratamento da Dor de Cabeça

Os tratamentos mais comuns envolvem o uso de analgésicos. Mas, como eu disse: por trás de uma dor de cabeça geralmente existe uma causa: não adianta você atacar a dor de cabeça sem conhecer o verdadeiro motivo da dor. O uso abusivo de analgésicos pode causar problemas de saúde (principalmente relacionados ao fígado e ao estômago). Além disso, com o tempo, podem deixar de fazer efeito, tornando a dor de cabeça crônica e reduzindo ainda mais o bem-estar e a qualidade de vida.
Podem ser indicadas outras terapias coadjuvantes, como meditação, massagem, técnicas de relaxamento e psicoterapia. Aromaterapia (uso de óleos essenciais) e acupuntura também podem ajudar.
Se as dores são acompanhadas de outros sintomas, como náuseas ou quadros mais sérios, como febre, as causas podem chegar até a derrames ou tumores, portanto, nunca dispense uma boa avaliação médica.
Postar um comentário