23 de jun de 2015

Beleza: BB, CC e DD Cream: como funciona, para que serve e como usar este abecedário de beleza que invadiu os nécessaires

Quando o assunto é BB Cream, sempre surge aquela dúvida sobre qual o produto mais indicado, a diferença dele para o CC Cream, DD cream ou ainda se podemos substituir o primer e base por qualquer um destes itens pré-maquiagem. O BB Cream vem da abreviação de Blemish Balm (bálsamo de imperfeições), que depois virou Beauty Balm (bálsamo de beleza), e foi criado na Alemanha para proteger a pele de pacientes pós-tratamento à laser –ajudando a acalmar e regenerar a pele sensível e ao mesmo tempo disfarçar a vermelhidão ou cicatrizes. Na década de 1980 a tecnologia chegou na Coréia do Sul e no Japão e logo fez sucesso com as atrizes orientais.
O produto ainda é novidade aqui no Brasil. Só no fim de 2012, tivemos o nosso primeiro BB criado no país, feito pela Dermage – e é o único que contempla todos os tons de pele, com a tecnologia color adapt. Mas, afinal, como ele funciona? Sua função é similar a do primer – fecha os poros e protege a pele antes da maquiagem – só que o BB Cream tem também em sua fórmula pigmentos, hidratantes, ativos anti-idade e fator de proteção solar.
O BB Cream teve ótima aceitação no Brasil, já que a maioria das peles são oleosas e ele ajuda a controlar a oleosidade, segurando a maquiagem em ordem o dia todo. Existem duas opções de acabamento: matte ou luminoso. Veja a seguir os tópicos mais importante em torno deste produto que promete milagres e seus derivados.
. O filtro solar no BB Cream pode ser útil para proteger dos raios de sol em ambientes fechados, mas não é o suficiente para a exposição solar direta. Para funcionar como bloqueador, seria preciso aplicar uma camada generosa do produto, o que deixaria a pele marcada. Segundo a maquiadora Bel Luscher, ele também pode substituir o hidratante antes da maquiagem, mas não deve ser aplicado na área dos olhos. Então, não dispense cremes específicos nessa região.
. O BB Cream pode substituir o primer, mas como têm uma cobertura mais leve, nem sempre podem substituir a base, pois quem tem a pele marcada vai ter mais dificuldade em cobrir certas imperfeições. Já quem tem uma pele mais uniforme, pode, sim, usar só o BB para cobertura. "A dica é usar o BB Cream como cobertura e fazer as correções com um corretivo", conta Bel Luscher.

. Já o CC Cream é a abreviação de Color Corrector (corretor de cor) e é recomendado em casos de manchas ou para peles muito marcadas, já que ele funciona como um BB, mas faz correção de cor em cima. Ele disfarça marcas rosadas e escuras da pele e pode aliar outros benefícios, que dependem de cada marca, porém ainda é muito difícil encontrar para ser comprado no Brasil.
. O DD Cream, então, está ainda mais distante de chegar por aqui. Mas para quem quiser comprar no exterior ou ficar por dentro do que se trata, ele é a abreviação de Daily Defense Cream (creme de defesa diária) e une os princípios do BB e do CC, mas pode ser usado no corpo todo. É ainda mais hidratante, reduz manchas, cicatrizes e ainda funciona como um auto bronzeador leve.
Segundo Bel Luscher, para escolher o produto certo é importante avaliar as suas necessidades e o que cada produto proporciona. Pense no seu tipo de pele e do que ela precisa, assim fica mais fácil se decidir entre as marcas. Outra dica é ficar atento aos tons. “Para acertar o tom de pele, gosto de testar os produtos no colo. Diferente das mãos, que muita gente costuma usar, o colo tem o tom mais próximo do rosto”, explica. Ela indica dois produtos, que servem também para as peles oleosas, o BB Cream Angélica Iris da L’Occitane e o BB Crem 5 em 1 da L’Oréal .
Postar um comentário