9 de jun de 2015

5 Opções Super-Saudáveis de Leite Vegetal

 Os leites vegetais são uma ótima opção para quem quer diminuir (ou retirar por completo) o consumo de leite animal da dieta.
Já falei sobre o leite vegetal de gergelim, que é o mais rico em cálcio e também muito nutritivo. Se você não conhece, vale a pena conferir.
A verdade é que muitas pessoas tem problemas com o leite de vaca: difícil digestão, mucosidades, mal-estar e, claro,intolerância à lactose.
Médicos, nutricionistas e a população em geral estão cada vez mais conscientes dos problemas que o leite de vaca causa, e é por isso que pouco a pouco os leites alternativos vegetais estão ganhando mais espaço.

Opções de Leites Vegetais

Nesse contexto, é chamado de “leite” qualquer produto de origem vegetal que seja parecido com o leite de vaca (em cor ou textura), e que o substitua na alimentação.
Se você está fazendo a transição para uma dieta livre de produtos lácteos, você vai ver é mais fácil que parece: leites à base de plantas fornecem uma alternativa conveniente, saudável e muito saborotsa! Existem dezenas de marcas de leite à base de plantas e centenas de opções de escolha para atender diferentes gostos e necessidades nutricionais de todos.
A vantagem desses leites é que além de saborosos e nutritivos, são naturais, sem adição de químicas e conservantes. Confira 5 tipos de leites saborosos e nutritivos que você pode fazer em casa.

Leite de Linhaça

semente de linhaça fortalece a imunidade, pois é um alimento que apresenta substâncias bioativas, capazes de prevenir e tratar inúmeras doenças. Também diminui as triglicérides, reduz doenças cardíacas e é um antiinflamatório notável. Para os intestinos funcionarem bem, nada melhor do que utilizar a linhaça diariamente.
Preparo: Deixe a linhaça pelo menos umas 4 horas de molho. Um copo de linhaça para quatro copos de água. Bata e coe em peneira fina.

Leite de Arroz

Um poderoso desintoxicante. Os nutricionistas dizem que o leite de arroz "descansa" os órgãos do corpo. Tem proteínas, vitamina B1 e niacina, responsáveis pela transformação das proteínas e carboidratos em energia.
Preparo: Deixe dois copos cheios de arroz de molho por oito horas. Leve ao fogo com o dobro de água (4 copos). O arroz deve ficar ao fogo sob a medida da mão, ou seja, assim que a mão não suportar mais o calor, é hora de desligar e abafar. Bata e coe em peneira fina.

Leite de Aveia

aveia é rica em carboidratos e oferece mais proteínas do que o arroz. Dispõe de ácidos graxos essenciais como o linoleico e antioxidantes como a vitamina E. Seu teor de beta-glucano ajuda a diminuir o colesterol e os ácidos biliares no intestino, evitando que elementos nocivos vão para o organismo.
A aveia é um cereal importante na alimentação dos diabéticos, pois contém fibras solúveis, que auxiliam no controle da glicemia. Protege o coração e a circulação contra a aterosclerose. É rica em cálcio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B e por conter fibras, facilita o fluxo intestinal.
Preparo: Separe um copo de aveia em flocos. Hidrate em água por 8 horas. Bata com três a quatro copos de água; coe em peneira fina.

Leite de Castanhas

As castanhas são ricas em  selênio, um importante antioxidante que varre as impurezas das células. Contém ainda vitaminas E e B1, que exercem papel importante no metabolismo das proteínas e na geração de energia.
Preparo: Deixe um copo de castanhas pré-lavadas de molho por cerca de oito horas. Bata com quatro copos de água. Por ser um leite mais gorduroso, o leite de castanhas precisa ser coado em peneira bem fina ou com um pano.

Leite de Semente de Girassol

Talvez a principal propriedade da semente de girassol é a de ser um antioxidante poderoso, protegendo o organismo contra o estresse e o envelhecimento precoce. A semente de girassol é rica em proteínas e contém minerais como fósforo, cobre, ferro, zinco e vitaminas B6, E e K.
Preparo: As sementes de girassol utilizadas podem ser com ou sem casca: o importante é que não contenham sal. Deixe um copo de sementes pré-lavadas imersas em água por oito horas. Em seguida, bata no liquidificador com três a quatro copos de água filtrada. Coe em peneira fina.
Os leites vegetais não toleram temperaturas elevadas. Conserve-os sempre em geladeira e se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. Dependendo do leite, podem durar de 2 a 3 dias na geladeira.
Postar um comentário