3 de abr de 2015

Clorela: Você conhece o poder desta alga?

 Você já ouviu falar em clorela? Se ainda não conhece, você vai se surpreender com a sua riqueza nutricional.
Além de seu papel nutricional, a clorela é muito conhecida pelo seu poder de eliminação de toxinas do corpo. Com nosso estilo de vida atual, a intoxicação por metais pesados é muito presente, e a clorela tem o poder de ajudar na eliminação desses metais.

O que é Clorela?

A clorela é uma alga unicelular de água doce, verde e riquíssima em clorofila. Essa alga desenvolve-se espontaneamente em tanques e lagos. Apresenta elevado valor nutritivo e grande capacidade de realizar fotossíntese. O termo chlorella (Clorela) provém do prefixo grego “chloros”, “verde”; e do sufixo latino “ella”, “pequeno”.

Propriedades da Clorela

  • Riquíssima em proteínas (60% de proteínas)
  • Oito aminoácidos essenciais e todos os não-essenciais
  • Rica em beta-caroteno (precursor da vitamina A)
  • Vitaminas C, E, K, B1, B2, B6 e B12
  • Niacina, Ácido pantotênico, Ácido fólico e Biotina (componentes do complexo b)
  • Colina e Inositol
  • Ácido para-aminobenzóico ou PABA (importante precursor do ácido fólico).
  • Sais minerais e outros componentes: cálcio, magnésio, zinco, cobre, manganês, ferro, enxofre, iodo, fósforo, potássio, cobalto, selênio e também enzimas (entre elas importantes enzimas digestivas), fibras, ácidos graxos poliinsaturados e ácido lipóico.

Benefícios da Clorela

  • Ajuda a eliminar de seus tecidos os produtos químicos tóxicos, incluindo o mercúrio e outros metais pesados.
  • Protege o DNA celular contra os danos da radiação.
  • Alivia as condições de artrites ou os ataques de dor por gota.
  • Ajuda a prevenir úlceras e outros danos gástricos.
  • Reduz a severidade de todas as reações alérgicas.
  • Reduz o decline da cognição mental na doença do Alzheimer.
  • Acelera a cicatrização e a reparação dos tecidos.
  • Auxilia no tratamento de doenças degenerativas e estados de desnutrição, no restabelecimento da saúde da pele e nos tratamentos contra obesidade.
  • É desintoxicante, normalmente da função instestinal, promovendo a reparação tecidual e integridade celular. O cálcio auxilia no tratamento das fraturas, enfraquecimento ósseo e osteoporose.
  • Ajuda a equilibrar o pH do nosso corpo.
  • Fortalece o sistema imunológico.
  • Excelente para anemia e carência nutricional.
  • Por ser rica em antioxidantes, ajuda a combater o envelhecimento precoce.

Cuidados com a Clorela

Contaminação com toxinas: O consumo da clorela deve ser muito criterioso, pois há, infelizmente, falsificação desse produto. É essencial comprar a clorela de um fabricante confiável. Se não processada corretamente, a clorela pode conter uma concentração elevada de substâncias tóxicas chamado microcistinas e anatoxina. Estas toxinas podem acumular-se em seu sistema e afetar o fígado e sistema nervoso, especialmente se estiver consumindo clorela por um período longo de tempo. A clorela também pode ser contaminada com metais pesados ​​ou toxinas de bactérias a partir de escoamento de fertilizantes animais.
Em geral, recomenda-se a clorela importada do Japão — onde os métodos de produção são os mais adequados — ou algum produtor de sua confiança.

Efeitos colaterais da Clorela

A clorela, enquanto alga, pode causar reações alérgicas em algumas pessoas (mesmo não sendo muito comum). Uma reação alérgica pode se manifestar como vermelhidão, coceira, urticária, erupção cutânea e inchaço da face e da boca. É possível também sofrer uma reação mais grave chamada de anafilaxia se você for altamente alérgico a essas algas.
Embora a maioria dos efeitos colaterais associados com a clorela não sejam particularmente prejudiciais, devem ainda ser levados em consideração. A clorela pode levar a uma maior sensibilidade à luz solar, mas também pode causar cólicas, inchaço e diarreia.

Tipos de clorela

Você pode encontrar a clorela em pó (que pode ser usada em sucos e vitaminas) e a clorela em comprimidos. Ainda tem a opção de usar a clorela manipulada em farmácias.
A clorela é normalmente encontrada em casas de produtos naturais, mas há de se observar a procedência (veja “Cuidados com a Clorela” acima).
Postar um comentário