30 de mai de 2014

O que é Rinite alérgica?

A rinite alérgica é um conjunto de sintomas, principalmente no nariz e nos olhos, que ocorre quando você respira alguma substância que lhe dá alergia, como pó, pelo de animais ou pólen.
Este artigo tem como foco a rinite alérgica relacionada a desencadeadores de ambientes externos, como o pólen. Esse tipo de rinite alérgica é comumente chamada de febre do feno.
Para obter mais informações sobre outros tipos de alergia, consulte:

Causas

Um alérgeno é uma substância que desencadeia uma alergia. Quando uma pessoa com rinite alérgica respira um alérgeno, como pólen ou pó, o corpo libera substâncias químicas, incluindo a histamina. Isso causa sintomas alérgicos, como irritação, inchaço e produção de muco.
A febre do feno envolve uma reação alérgica ao pólen. (Uma reação parecida ocorre com a alergia a mofo, pelo de animais, poeira e outros alérgenos similares inalados.)
Os polens que causam a febre do feno variam dependendo da pessoa e da região. Os polens minúsculos e difíceis de enxergar causam a febre do feno com mais frequência. Exemplos de plantas normalmente responsáveis pela febre do feno:
  • Árvores (de folhagem sazonal ou permanente)
  • Gramíneas
  • Tasneira
A quantidade de pólen no ar é um fator determinante para o surgimento dos sintomas da febre do feno. Dias quentes, secos e com muito vento têm probabilidade maior de apresentar altas quantidades de pólen no ar do que dias frios, úmidos e chuvosos, quando quase todo o pólen vai ADAM

Exames

Seu médico realizará um exame físico e fará perguntas sobre os seus sintomas. O histórico dos sintomas é importante para diagnosticar a rinite alérgica, incluindo a variação ou não dos sintomas de acordo com o horário ou a estação e a exposição a animais ou a outros alérgenos.
O teste de alergias pode revelar substâncias específicas que desencadeiam os seus sintomas. O teste feito na pele é o método mais comum para testar as alergias.
Se o médico concluir que você não pode realizar o teste cutâneo, exames de sangue especiais poderão ajudar a efetuar o diagnóstico. Esses exames de sangue podem medir os níveis de substâncias específicas relacionadas a alergias, principalmente a imonuglobulina E (IgE).
Um hemograma completo, principalmente o exame de leucócitos eosinófilos, também pode ajudar a revelar alergias.
Postar um comentário