12 de ago de 2013

Como educar uma criança: 5 dicas para melhorar tudo

educar uma criançaComo eu tenho um pimpolho na minha casa com 3 anos que esta nessa fase como educar sem bater que é muito difícil quando você pede cabeça então eu fico pesquisando na net como educar um filho sem bater, já que crio ele só e na casa dos meus pais e que ficam dando bitaco como devo cria.
Quando agente vai sai e sempre o mesmo filme ele da seus shows e em casa que fica se jogando, gritando e meus pais ficam olhando meu pai diz que não sei cria meu filho realmente eu não sei cada dia eu vou aprendendo como cria ele é complicado é mas agente vai tentando tem dia que ele tá que tá tem dia que coloco sentado na cadeira mas tem dia que sai do controle que tem que levar umas palmadas não tem como evita então e venho tentando ler mas sobre birras, mal criações e hoje encontrei esse texto aqui:

Você ta  no restaurante ou no cinema, começa a ouvir uma birra gigante e já pensa “aah se fosse meu filho..” Ok, mas se fosse seu filho você faria o que? Bateria? Duvido.  Educar uma criança é muito mais difícil quando a cria é nossa. Tentamos educar da melhor maneira possível, com carinho e atenção, amor, mimo, tudo isso porque sabemos que bater deve ser o ultimo caso.
Mas tem hora que exageramos nisso tudo e a criança se torna um monstrinho verde birrento e remelento, que é olhado torto em toda reunião de família por ser o menino-sem-limites.
Veja o melhor a fazer

Não exceda nos cuidados.

Não, não é pra você ignorar seu filho, mas não ficar em cima dele, sentindo coisas por ele. Se ele cai, deixe que ele decida se isso doeu ou não. Se você começar a fazer escândalo, ele vai automaticamente fazer também. Se ele quer um brinquedo, você dando para ele na mesma hora faz ele se acostumar a ter coisas no momento que quer, e isso pode sim refletir no futuro. Faça com que as coisas tenham valor, que ele entenda que está ganhando tal coisa por determinado comportamento – ou não ganhando, também.

Explique as coisas.

Educar uma criança é explicar. Você tem um ser humano que não sabe absolutamente nada sobre a vida vivendo sobre os seus cuidados. Acha mesmo que ele vai entender e aceitar que ele tem que escovar os dentes todos os dias, ir para a escolinha todos os dias e respeitar as pessoas todos os dias porque você falou que ele tem? Responda da melhor maneira possível sempre; simples e direta. Um “Para os seus dentes ficarem bonitos; para ser inteligente que nem a mamãe; e para ser respeitado também” não é tão difícil, é?

Seja firme.

Que adianta ameaçar, e não fazer? Se você diz que não vão mais no shopping se ele não parar de birra, e ele não parar, você não pode mais ir no shopping. Ele lembrará disso. Falar sempre a verdade é ser confiável. Ele vai saber que você não mente quando diz em castigar, e vai saber também que não mente quando diz que se ele for bonzinho, vai ganhar aquele brinquedo, criando um vínculo maior.

Não se contradiga.

Muito menos contradiga o parceiro. Isso leva a perda de confiança e respeito da criança. Esteja conversada com seu parceiro sempre, para que a palavra de um seja a palavra do outro, sem erro. Educar fica muito mais fácil em conjunto. É importante também dar o exemplo. Se você impor uma regra que você mesmo não cumpre, não espere que a criança vá cumprir.

Elogie a criança.

Quando ela merecer, é uma ótima coisa a fazer. Elas são muito vulneráveis a julgamentos, por isso, é importante favorecer as suas qualidades. Mas, quando ela fizer algo ruim, não xingue ela, e sim o seu comportamento. Explicar o porque de ser um comportamento ruim e qual seria o apropriado. Apenas cuidado com os elogios em excesso. Isso vai fazer com que a criança busque por eles o tempo todo, tornando irritante. Elogiou uma vez, duas o mesmo comportamento? Ok, ela já entendeu que é bom.

  • Diante de um ataque de birra, mantenha a calma! Nunca fique mais desesperada que a criança.
  • A primeira coisa a fazer é tirar ela de onde quer que ela esteja e levar para um lugar isolado, só você e ela.
  • Ouça o motivo dela de porquê tudo aquilo. Provavelmente vai ser um “porquê eu quero isso e não tenho”, mas ouvir é importante pra ela.
  • Explique o porquê ela não pode fazer o que ela estava fazendo e porquê ela não conseguiu o que ela quer.  Por medo não vai adiantar em nada, só vai fazer ela chorar mais. Converse e se precisar, faça combinados: “você não vai conseguir isso, mas o que eu posso te dar é aquilo, que tal? Só precisa parar de birra”.
  • Tudo isso, sempre sendo firme, claro. Falando séria. Se mesmo assim não resolver, não tem discussão: É castigo e pronto. Retire algo que ela goste, como videogame ou televisão.
Se conhecer mais dicas, deixem nos comentários, porquê adoraria conhecer.
Postar um comentário