17 de mai de 2013

Depressão* Parte 1

Depressão uma palavra que escuto desde moça essa doença me acompanha, desdo meu pai até minha mãe, mas primeiro de foi meu pai que vem grudada com essa doença porque isso não é doença é uma praga nojenta depois eu tive depressão mas foi antes de ter meu filho muito antes consegui adquirir essa doença como um passe de magica se é que pode disse assim eu ficava muito nervosa e com medo de tudo e de todos tive o síndrome do panico não vou disse que tive ideia de mata graças a Deus não
Uma vez minha mãe me mandou ir na rua chorei de me acaba porque não queria ir ,mas fui com medo mas fui eu ia pra casa da minha vó eu der repente do nada eu começava a sentir umas coisas e pronto chorava de me acaba que minha vó junto com minha mãe se irritava dizia que eu estava chorando de boboca que era fui destratada até pela minha mãe quem me ajudava com carinho era minha prima Ju e minha tia que um dia me perguntou se eu acreditava em jesus eu disse que sim que queria fica curada e um dia de domingo eu fui na igreja aonde me tio era obreiro e pediu que o pastor me orasse e conversasse comigo e desde dia eu vim lutando contra essa doença se é que pode se uma doença e minha mãe que não tinha depressão começou a ter e ficava igual a mim
De quere se mata era uma coisa de loucura mesmo as mesmas coisas que tive ela teve mas foi pior até hoje me perguntando porque eu abandonei minha casa e fui viver com um homem que não sabia nem quem era só conhecia ele de vim aqui em casa eu deixei minha casa foi por causa dessas coisas não posso disse que foi a melhor coisa que eu fiz porque não foi verdade não gostava da vida de casada me sentia completamente fora do mundo ele me ajudou muito a sai dessa depressão mas depois eu vi que não era aquilo que eu queria para mim fica com uma pessoa que não estava me fazendo feliz eu tentei com ele umas duas vezes mas não deu certo e queria muito se mãe antes dos 30 e quando completei 29 anos e vi que já era hora de se mãe e ter minha própria família mesmo pequena com duas pessoas ele não queria mas fui até o fim e consegui quando fiquei gravida tive uma leve e pequena depressão de novo porque já não aguentava viver do lado dele e aonde eu morava numa cidade pequena longe do mundo até que minha mãe me conversei de vim embora e vim
Tem dia que me arrependo em ter vindo para ca porque não é facil cria uma criança sozinha quando se tem duas pessoas na sua casa com depressão não é mole é muito complicado e sendo destratada pela sua mãe que não gosta de seu filho é pior ainda* Hoje eu encerro por aqui essa doença chamada depressão que ainda luto contra ela quem sabe outro dia eu venha fala dela de novo porque é uma doença que não tem fim tem que sabe controla e viver com ela
 Obrigada pela atenção de todos e uma boa noite,Nelinha&


Postar um comentário